terça-feira, maio 26, 2009

Esclarecimento

Apressado a comentar o comentado, JBC quis esclarecer o mundo, que o blogue, este mesmo, era sectário na moderação dos comentários; porque, conclui o ilustre senhor deputado, houvera feito um comentário ontem, a um texto de Francisco do Vale César, em que este acusa Paulo Rangel de ser sectário e o comentário não tinha sido publicado. Feito ontem e não publicado! Vai daí, lança-se ao insulto, argumentando que não publicamos o comentário, porque ele “não é alinhado com o blogue e com a conversa dos que aqui escrevem” e, ainda, (espanto-me!) avisando: “Se é para ser sectário na publicação dos comentários, então avisem para eu não me dar ao trabalho”… Estou certa de que a Campanha para as Europeias tem deixado maldisposto JBC, mas, lamento ter que o desiludir a esse respeito: não é o Ardemares que tem culpa disso. Compreendo, que estas declarações de Paulo Rangel a juntar a outras tantas, passando, pela, não menos célebre, votação final do estatuto, o deixem aborrecido. Não é para menos. Isso, juntando à não menos badalada escolha do candidato do PSD/A, a deputado ao Parlamento Europeu, devem deixá-lo enervado…Porém, caro JBC, neste ou em qualquer outro sítio, onde, porventura, possamos cruzar argumentos, não tenho culpa nenhuma desse estado em que se encontra. E neste, como em muitos outros sítios, também não estou, nem estará ninguém, creio eu, deste blogue, “sentado à espera”, que JBC comente para, de imediato, autorizar a sua publicação. Quanto ao dar ao trabalho ou deixar de dar ao trabalho, saiba o senhor, que este blogue já existe há quatro anos, tirando os outros dois, em que era o Ardemar, e que nunca estive à espera dos seus comentários ou dos de quem quer que fosse, para fazê-lo. Se quiser comentar, comente; se não quiser comentar, não comente. A liberdade é também isso. Quem pode, usa-a. Quem não pode, amanha-se.

11 comentários:

Anónimo disse...

Posso comentar ?
JNAS

In@rq disse...

Elá! Isto de repente aqueceu.

O Sr. João Bruto da Costa por não vir aqui a este espaço com alguma regularidade pensou que era logo e já que iriam publicar o seu comentário. E lá começou a lamentar-se do outro lado: E ai e tal… e sectarismo para cá e sectarismo para lá.

Vai na volta, e como por magia, lá aparece o comentário do tal sr.. É que para aquele é preciso esclarecer que a malta trabalha, e que esta coisa dos comentários moderados tem disto.

É preciso que este sr. Aprenda a ter paciência e saber esperar, caso contrário vai estar sempre a antecipar-se nas asneiras, e ainda por cima escreve-as.

Calma… e como diz o outro: Roma e Pavia não se fizeram num dia.


P.S.: Ardemares, se levares muito tempo a publicar isto vou ter de te acusar de alguma coisa.

João Bruto da Costa disse...

O insulto, a existir, parece-me recíproco (qual é o título do post que comentei?).
"quer comentar comente" (?)
Como?
parece-me que comentei e não quiseram que comentasse!
Tanto se dá.
Nervoso e afins?
Se lê, como me parece que lê, o "burgalhau", sabe que critiquei, em tempo, a abstenção!
Sabe também que no plano da defesa da autonomia não é o PS que dá lições a ninguém e que a questão do Estatuto foi muito além dessa discusão.
Assim seja.

(quer publicar, publique, não quer, não publique)

Anónimo disse...

Comente-se e publique-se, mas não se afane nem se afine o sr. deputado.Não vale a pena esse ranger de dentes pelos delizes do Sr. Rangel.
Jorge Sousa

Mariana Matos disse...

Caro João Bruto da Costa,

Se V. Exa. não me quiser entender, tudo bem…Cada qual fica com as atitudes que toma, eu incluída. Nunca tive dificuldades nessa matéria; não seria, por certo, num blogue, muito menos na caixa de comentários deste, que as teria. Se não sabe qual é o título do post que comentou, então ainda me dá mais razão. Se sabe, como verá, o seu comentário foi publicado.
A finalizar permita-me que lhe diga o que, se não me falha a memória, já lhe disse aqui, uma vez, também na caixa de comentários deste blogue, a propósito da dona mudança e da dona esperança, que então o PSD, liderado por Costa Neves, entoava em campanha eleitoral: eu não dou lições a ninguém. Só a quem me parece que valha a pena. E desta, como da outra vez, não me parece de todo, que deva dar.
Acrescento ainda a terminar, até porque, sejamos francos, temos muito mais que fazer, que sim, que li o seu post sobre a abstenção do Grupo Parlamentar do PSD na votação do Estatuto. Também, por isso, calculo, que o nome de Paulo Rangel, o enerve. Sinta-se bem aqui. Volte, quando quiser. Só não espere é que eu esteja à espera que comente, para publicar o que disser.

João Bruto da Costa disse...

Presunção e água benta....

Mariana Matos disse...

Imagino que a água benta lhe faça falta já a presunção é a que se vê...

Tibério Dinis disse...

Upa, upa, as Europeias começam a aquecer a blogosfera:)

Haja Saúde

Anónimo disse...

Paulo Rangel, afirmou na televisão (após duas votações por unanimidade) que o partido tinha uma posição firme – a abstenção."

Hilariante!

Anónimo disse...

Quando li o post rebus sic stantibus no blog de João Bruto da Costa fiquei a perceber porque é que ele NÃO GOSTA de Paulo Rangel....
A verdade é que JBC é inTeligente e sabe que Vital Moreira não se absteve, nem votou contra nem a favor. Já Paulo Rangel absteve-se e até mandou pro TC
Tenho dó de João Bruto da Costa.

Anónimo disse...

Liberdade também é o "direito de resposta" e o "direito à opinião". E são direitos consagrados para qualquer meio de comunicação.
Sendo já a "blogosfera" considerada, a nível global, um meio de comunicação, não publicar comentários que em nada ofendem ou denegridem os autores, mas apenas reflectem opiniões contrárias das dos mesmos, é contraprudecente em democracia.
Lamento, mas comentários meus neste blog já retiraram três, apenas porque emitiam uma opinião que não era a vossa.
Este vai como anónimo, mas só porque hoje estou para aí virada, os outros estavam bem identificados.
Cumprimentos.