sábado, maio 10, 2008

"Dia de Barco com Música na Cidade"

Hei-de estar cá para ver se esta iniciativa promovida pela Câmara Municipal de Ponta Delgada que, durante o mês de Maio, vai animar a cidade de cada vez que atracar um barco de cruzeiros. Será que depois de estarem prontas as obras das Portas do Mar a animação vai continuar?
É que pode ser que se dê o caso de, à semelhança de outras vezes, a conclusão daquela obra, que não é da Câmara, dar lugar a dias de obras na cidade, já com outras músicas, venha barco ou não venha barco. Para já, a iniciativa em minha opinião é boa. E, só peca, por tardia.
Vamos a ver.

1 comentário:

Alfredo Gago da Câmara disse...

A iniciativa é boa. A realização de eventos culturais só promove e dignifica qualquer lugar ou cidade, é um facto. No entanto, pode deturpar e dar uma imagem pobre, defeituosa e irrealista do que de melhor temos neste país e apresentamos ao mundo inteiro. "O Fado do Meio Dia", por exemplo. Trinar e cantar o fado, entre a uma e as duas da tarde, debaixo de sol, ao ar livre, em frente à Matriz de Ponta Delgada no espaço compreendido entre a 13 e as 14 horas, é dar uma imagem deturpada e deficiente da canção nacional que eu tanto admiro, defendo e respeito. É de um péssimo gosto e altamente desmotivador este espectáculo, nesta hora, para quem gosta, percebe, e sente o fado. É triste e deprimente para os actuantes, poetas e fadistas portugueses e transmite uma imagem altamente deficiente do fado a quem apressadamente passa nas ruas da nossa cidade a esta hora. É quase como convidar o meu amigo Sidónio Bettencout para declamar poesias de Natália Correia no nosso Mercado da Graça, num sábado, entre nove às dez da manhã. Francamente...