domingo, junho 10, 2007

Domingo

"Um milhar de olhos para contar os grãos
asas para dividir o vento e uma
sirene [para anunciar a chegada e
breve a partida
tão evidente como a dos navios

minúsculo aparelho de descolagem vertical
tem ainda um milhar de lábios [para o
beijo gelado das paredes [patas para o
mal-estar das visitas [e para
caminhar no tecto de cabeça para baixo

tudo nela é tão pequeno e subitamente
tao útil
que a sua criação foi uma zombaria."


Discurso Sobre a Utilidade da Mosca, Emanuel Félix, in 121 Poemas Escolhidos, Edições Salamandra.

1 comentário:

jose augusto soares disse...

Grande Emanuel Félix.

A falta que ele faz...