sábado, dezembro 31, 2005



Não ofendas a Santa Sabedoria
Julgando de ânimo leve o Romantismo.
Humildemente nele escuta as vozes
Que te dizem:
O itinerário é interior
Assim dispõe as leis do amor
Encontradas no ramo de ouro
Da Acácia onde pousou a pomba





CORREIA, Natália- “Sonetos Românticos”, in Poesia Completa, 2ª ed., Lisboa, Publicações Dom Quixote,2000, pp.567.

3 comentários:

Bitta disse...

Que a sabedoria nos ilumine a todos este ano... a VERDADEIRA saberdoria!

Grande alerta para o início de um novo ano!

Muitas Felicidades

Achador disse...

FELIZ 2006. Heterodoxia precisa-se.

João

João Gil disse...

Mariana:
Sabes que se andarmos ao contrário, enganaremos quem nos persegue?
As pegadas, juntamente com as tuas cedilhas farão do próximo ano, um tempo próprio e singular.
Andarei pelas tua praias se a visibilidade ao avião permitir.
Beijos que pelas asas de meu açor te deixo.
aos molhos balhando entre si.