sábado, abril 23, 2005

Lesa Patrimonium


Casa onde morreu Almeida Garrett

Ouvi a notícia no dia 31 de Março. Mais um dia e pensava que era peta. Infelizmente, não é.
"O Departamento de Cultura da Câmara de Lisboa deu parecer negativo à preservação da casa onde, há 150 anos, morreu Almeida Garrett, abrindo assim caminho à sua demolição. No parecer, disse à Lusa fonte do gabinete da vereadora do Urbanismo, Eduarda Napoleão, os serviços culturais da edilidade afirmam "não existir viabilidade" para desenvolver no imóvel, situado na Rua Saraiva de Carvalho, 66/68, Campo de Ourique, qualquer instituição dedicada à memória de Garrett, dada a sua "proximidade face à Casa Fernando Pessoa" e os "encargos avultados" que tal exigiria. A autarquia autorizara, em 2004, a demolição, prevista no projecto do proprietário, o ministro da Economia, Manuel Pinho. A contestação que se gerou - mais de 2300 assinaturas contra a demolição da casa foram recentemente entregues, com o pedido da sua classificação - levaria Eduarda Napoleão a suspender o processo até que os serviços culturais se pronunciassem"

Lusa, 31.03.2005

2 comentários:

Aaohfowerhoheroihjaeroºjreo disse...

Selvagens. Vivemos num pais onde a memoria (da palavra) e' reprimida pela ausencia de sensibilidade. Apetece-me dar um soco daqueles grandes na fozinheira do-s responsavel-is por isto..UMA VERGONHA a juntar a outras vergonhas.

Anónimo disse...

That's a great story. Waiting for more. Brohill bedroom furniture cherry Buy injectable imitrex overseas Dvd player daytek dvdps 255 slimline silber Pal spyware remover rausch garden furniture indianapolis defective product lawyer Lesbian licking parties oak furniture manufacturing companies