quinta-feira, fevereiro 21, 2008

Retrato



"Cruel como os Assírios,
Lânguido como os Persas,
Entre estrelas e círios
Cristão só nas conversas.

Árabe no sossego,
Africano no ardor;
No corpo, Grego, Grego!
Homem, seja onde for.

Romano na ambição,
Oriental no ardil
Latino na paixão,
Europeu por subtil:

Homem sou, homem só
(Pascal: "nem anjo nem bruto"):
Cristãmente, do pó
Me levante impoluto."


Vitorino Nemésio

2 comentários:

Jose Augusto Soares disse...

Morreu?

Os Grandes não morrem. Nunca.

Mariana Matos disse...

Os Grandes (em dimensão e tamanho)também morrem...Sempre.