sexta-feira, fevereiro 08, 2008

Não tem (grande) moleste, mas....



...importa esclarecer que André Sardet esteve nas festas da Praia (ilha Terceira) em 2007; que esteve para ir à Graciosa e não foi e que agora vem a São Miguel, mas não é a primeira vez, que o cantor vem aos Açores, conforme rectificação publicada hoje pelo Açoriano Oriental.
Os fãs de André Sardet não deixarão de ir ouvi-lo por não ser a primeira vez nos Açores. Até porque também não deixaram de ir ouvir Gilberto Gil em Agosto passado; quando o cantor brasileiro, voltou aos Açores,segundo me dizem, depois de ter actuado no Festival Internacional do Ramo Grande, na década de 90. Não tem (grande) moleste, é certo, mas como os Açores não se resumem à cidade de Ponta Delgada, importa esclarecer...

8 comentários:

Anónimo disse...

É como se o homem cá estivesse sem nunca ter estado, ou seja ninguém soube senão toda a nossa gente.
J. Morais

Ana Lua disse...

Eu não sabia. Pouco sei do que se passa noutras ilhas, promovem-se pouco, acho eu.
Também, nos anos 90 sabia mais de Pelé do que de Gilberto, também com uma namorada como a Xuxa.
Hoje em dia, tal como no passado, continuo a não gostar do André Sardet.
Mas, gostos não se discutem e não acredito que traga grande moleste, como diz a autora do blog, se é a primeira ou a última vez que vem à minha Ponta Delgada ou a qualquer outra das belas ilhas dos Açores.

Anónimo disse...

Eu sou da Ribeira Grande e sinto-me duplamente ofendida(como Micaelense e como Açoriana) da Sra. Ana Lua dizer "a minha Ponta Delgada" como se de toda a ilha se tratasse , ou seja, a Sra. vê o seu umbigo e pouco mais...é pena! Só espero que não desempenhe funções que exijam maior visão.

Cumprimentos,
CMF

Ana Lua disse...

Não percebi a ofensa CMF. Eu não sou da Ribeira Grande, nem tenho nada contra a Ribeira Grande. Se sou de Ponta Delgada e gosto da minha cidade, não vejo mal que venha aos ribeiragrandenses e ao mundo em chama-la de minha cidade. ou minha corisca cidade, como micaelense que sou.
O comentário foi de manifesto acordo ao post, não vejo grande moleste, além do meu umbigo, como quis isso sim tentar, inutilmente, ofender. Fique bem e acalme-se, que não há moleste nenhum.
Gostos não se discutem, nem os umbigos de cada um. Olhe que nem coloquei o seu em causa. Talvez só o Sardet.

Anónimo disse...

Realmente, o comentário da Sr.ª CMF não tem ponta que se lhe pegue...

Biscoita! disse...

E quando foi o Joaquim Cortés Berta Cabral tb disse: "Será, porventura, o mais importante espectáculo de dança realizado nos Açores e que alguns achariam impensável trazer a Ponta Delgada, porque tem vindo a percorrer somente as mais importantes cidades da Europa, América e Ásia". Porém, antes de vir aos Açores, o bailarino actuou a 28 de Abril, em Elvas. Não tem grande moleste, como diz a autora do blogue, mas é de rir!

Ana Lua disse...

Tens razão biscoita. O que esses políticos fazem para vender o peixe, rsrsrsrsrs.
O que interessa é que eles, os espectáculos, a cultura e os artistas venham (gostos à parte). De onde e para onde, a mim pouco interessa.
Concordo também com o sr. J. Morais "É como se o homem cá estivesse sem nunca ter estado, ou seja ninguém soube senão toda a nossa gente".
Tá tudo dito.
Parabéns à autora do post.

Anónimo disse...

O que é incrível é que numa era como a nossa, com tanta informação disponibilizada a tanta gente e por tantos meios, ainda haja publicidade feita assim de forma enganadora. Se Sardet e Gilberto Gil já tinham estado nos Açores para que é que foi dizer que era a primeira vez? Já nem falo do Cortés...