sexta-feira, janeiro 13, 2006

Poema para o meu sol



Escurecer é
estar tão longe dos teus braços;
É ter horas vazias no relógio e não saber
Dos dias que vagueiam,
Perdidos em doze meses de calendário.
Escurecer é
Saber da cor dos teus olhos quando choram,
Adivinhar-lhes os rios e afluentes racionais,
E não poder fazer coisa nenhuma.
Escurecer é
Ouvir-te lá de longe, como um eco,
(Voar é, simplesmente uma mania,
um acto ilusório, nada mais.)
Não mais amanhecer em parte alguma.


Maria Amaro
9.12.1997

5 comentários:

I N T E I R O S disse...

Um bom dia com sol

oldmirror disse...

...

JPD disse...

ânimo de eclipse...
Bjs

Anónimo disse...

Enjoyed a lot! » » »

Anónimo disse...

I have been looking for sites like this for a long time. Thank you! »